domingo, outubro 08, 2006






















AMOR AUSENTE

Amor mais amado!
por ti a vida toda cruzei,
mas quem me conduzia,
eras tu dentro do meu seio.
Se eu te protegia, grande bem,
tua proteção comigo era maior,
pois toda segurança em andar,
vinha de ti, meu sol menor.
Agora estás distante,
e eu perdi o gosto por tudo,
por mim nem a voz usava,
passava o tempo inteiro mudo.
Perdi, o resto de fé, que tinha
em quem podia a mim trazer-te,
perdi fome, e inapetente,
muito mais pelo prazer.
Prazer não sinto em mais nada,
por que só contigo, minha amada,
tem dó de mim, meu bem-querer.
Sem ti nada me interessa,
a cama, o violão, a prece,
o canto, o dinheiro, a virtude,
tudo isso, vou largando amiúde.
Agora que não estás,
que se rompa o meu peito em pranto,
que é só isso o que tenho feito,
o amor, amor, eu tenho sofrido tanto.

naeno:081006

Um comentário:

25palabras disse...

eres un poeta

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping