quarta-feira, outubro 18, 2006














O MENINO

O menino sentado sobre o parapeito
da casa inclinada, que pega o sol da tarde,
certamente pensa erroneamente
sobre a vida. No âmago do seu peito infante,
reside ainda algumas esperanças,
outras carcomidas pelo próprio exercício,
de haver desistido. E é só um menino,
que olha atentamente sua banqueta,
de galhos improvisados, de mel de abelha.
Pensa no futuro, do passado esquece.
melhor assim, uma dor a menos,
para o menino que cresce, em estatura,
em carência e desconhecimento
das coisas mais simples.
E abre a boca sonolento,
pensa em recostar a cabeça na forquilha,
mas lembra da vendinha exposta ao sol,
aos olhos dos tejus, e passageiros desleais.
E reascende os olhos, a esperança
apenas fumega, não tem fogo que se considere
e que se concretize, pelo menos em uma ilusão.
Umum menino com um destino, invariavelmente,
como todos têm, ele o tem também.
Vamos ver as diferenças, juntem-se todos
daqui a uma temporada de alguns invernos
e verões atrozes, e comparemos,
quem foi, quem ficou, quem esta,
do que deles fez a vida, o destino, o tempo
.
naeno:181006

Um comentário:

Marilda disse...

Mt bom seus posts. Voltarei aqui para ler com mais calma
Amigo, o blog Sunrise precisa do seu votinho no Clube da Melhor Idade.Mas sinta-se à vontade se
preferir votar nas outras meninas. Beijos!
http://clubedamelhoridade.zip.net

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping