quarta-feira, outubro 18, 2006















TE AMO

O meu amor não é amor de primavera,
É de vera, de todas as estações,
Te amo na terrenidade da vida,
E na eternidade, certamente te amo
Te amo no outono, quando as árvores
Estão doloridas, mudando de folhas,
E em trabalho de parto das flores.
Te amo no inverno, nas tempestades
Mais sombrias e amedrontadoras,
Quando aproveito para mais perto de ti ficar.
Te amo no verão, na extrema secura
E se sede, quando os nossos ânimos,
Até os extintos são abalados pelo
Incômodo do fogo. Te amo o ano todo,
E não depende de como ele passou,
O que contamos de bom ou de ruim
Do seu passado, rápido ou lento.
Destruindo, fazendo, rindo, gemendo.
Te amo, antes de tudo por que é a ti,
A quem repasso o meu tesouro empoeirado,
É a ti que que amo, amo e desando,
Escorrego na pressa de te amar,
Cada vez mais confiante e sabedor.
naeno:181006

Nenhum comentário:

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping