quarta-feira, outubro 11, 2006














ZELOSO

Amor do meu amor, que zelo tanto,
por que teus olhos, hoje, estão assim,
tão distantes, e isso, me causa espanto,
o que não estão nos teus olhos,
que falta também dentro de mim.
Será prenúncio de que já perdestes,
por mim, o encanto, o foco e amor?
Será só a displicência do teu olhar miúdo,
que serenou, parou, e esquecestes,
que sou a eterna direção deles,
que, de mim afastado seu lume, guia,
eu me perderei por completo na vida.
Amor do meu amor que quero tanto,
Revolve à mim o teu olhar vivificante,
termina por dizer-me, foi só um rompante,
ainda te amo, tanto, e era em ti,
que prazerosamente pensava o meu olhar.
Diz-me amor que nada em ti perdi,
que continuam meus, e inteiros,
todos estão: boca, olhos, enfim Tu inteira,
por que só a ti, somente à ti e amarei tanto...
naeno:111006

Nenhum comentário:

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping