quarta-feira, janeiro 30, 2008

CONTADOR DE ESTRELAS


Às vezes eu acordo pra ver estrelas
E choro vertiginosamente.
E minhas lágrimas brilham
E meus olhos se enchem de astros flutuantes.

Sinto dores no silêncio
E silencio tudo que em mim é barulhento
Traiçoeiramente acordado de um sono escuro
Mergulho copiosamente por entre belezas, acordado.
Transtornadamente imergido na noite.
Todas as dores estão sobre mim
Tudo em mim padece, sofre e se esquece
Que não acordei por querer,
Que ninguém busca a brasa acesa
E pisa sobre ela a encandear-se
Porque a carne se mostra
Em uma triste revolta e se expõe,
Paradoxalmente, ao sofrimento.
O meu peito na dura opressão
Não se contenta com a brisa fria da noite.
Marcas de ferro e de fogo,
Prodígio gozo de uma alma penitente.
E o meu espírito partido
Vê-se entristecido,
E não se abstrai com o que tem de sofrimento.
Como uma presença que não me distingue.

14 comentários:

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Feliz pelo seu retorno, viu?
Um belo e triste post, onde canta a infelicidade da nossa realidade... Que mundo desigual, heim?
Fique com Deus!
Beijos

Lino disse...

Triste os versos, que refletem, também, uma realidade triste: a fome de uma boa parte da população.

Lusófona disse...

Olá Naeno!

Triste, dorido, mas com grande beleza poética.

Beijinhos e um feliz fim de semana

Luíza disse...

Lindo poema, meu pai. Linda a tua vida envolvido com os colibris, as rosas e a vida na sua beleza e na sua realidade dura, às vezes, linda por tempos de extrema alegria.

Te amo
Luiza

david santos disse...

Olá, Naeno.
Tudo realismo.
Parabéns.

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Naeno, caramba! Já estava meio desanimado andando pelos blogs a procura de poemas e poesias, até que cheguei aqui e parei...muito bacana os seus escritos... se me permitir,colocarei um link do seu blog lá no meu...Parabéns pelo belo trabalho e pela inspiração...um abraço

keila, a Loba disse...

Triste, invariavelmente melancólico, mas de uma beleza singular, meu caro poeta.

BeijUivoooooooooooossssssss da Loba

Janaina de Almeida disse...

Belas palavras, apesar de tristes.Beijos saudosos.

Bruna disse...

Maravilhoso e contundente, Naeno. Adoro te ler.

Saudades querido.

Um grande beijo

keila, a Loba disse...

O que fazer para ajuda-lo, Naeno? Bom, creio que a primeira coisa a fazer é ler, compreender o que você tem, por isso é importante que pegue todas as atualizações sobre depressão (mas procure em páginas de renome e atualizadas).

Outra coisa é aceitar o que tem e não se limitar a isso, querer saber para mudar. A depressão é um distúrbio energético conhecido já milheres de anos atrás pelos antigos vedas, e talvez por esse motivo a ciência também o identificou como tal, pois é notória a redução de energia nas pessoas deprimidas. Queria saber mais sobre isso, pois a educação informa e nos permite buscar a cura. Se for necessário tomar medicamentos nesse momento, faça uso deles agora. Tente se sentir melhor, mais feliz.

Também acho que uma boa psicoterapia ajuda bastante, mas tambem acho que é importante ver qual a linha dessa psicoterapia. Se vc buscar a freudiana, aquele tipo de psicólogo que só te ouve, não fala nada, vai ser legal para você? E se buscar um psicólogo junguiano, aquele que interfere, será legal para você?

No mais, querido, quando estiver melhor, procure saber porque se sente deprimido. A pior doença é aquela que a gente não sabe por que, se é genética e/ou social, de momento.... mas não faça isso agora porque seria inapropriado. Só mais tarde, quando melhorar, procure as suas respostas.

Estarei sempre à sua disposição.

BeijUivoooooooooooosssssss da Loba

Leticia disse...

Uai além de versos tristes , vc tbm está triste?!Melhoras...
Verdade é que melancolia e tristeza geram ótimas poesias...

Daniela Mann disse...

Beijinhos cheios de saudades, meu amigo!

Fernanda Passos disse...

Não sei o que ocorre comigo, mas a melancolia é uma grande fonte de inspiração. Ou melhor, escritos melancólicos que nem sempre refletem meu estado de espírito.
Belos versos Naeno. Mas você sempre nos apresenta belos versos.
Um grande abraço e um ano novo(atrasado, eu sei) cheio de força e realizações.

Ana Luar disse...

Não existe nada neste blog que eu não tenha gostado... mas este poema é simplesmente BELO.

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping