quarta-feira, junho 03, 2009

APOCALIPSE DE FOGO E ÁGUA

Deixei o fogo aceso no fogão
Derreteu-se todo o gelo que havia na geladeira,
Compôs-se um riacho, descendo a soleira
E formou-se embaixo o seu rio.
E os peixes que estavam na frigideira
Ressuscitaram com o domínio das águas,
Que naquela hora materializava o começo
De outro mundo, com mais densidade.
A minha casa declinou-se, pra que eu voltasse
A ter espaço, e continuasse no meu jantar
Tão arrastado.
Eu fui pescar novamente, e o rio era perto
Os peixes conhecidos, comiam na minha mão
E eu com o desejo pirado de comê-los também.

Deixei a torneira aberta enchendo um balde.
E se rompeu a pia de água, a apagou o fogo
E criou-se um regato que tomou um leito,
Caminho da porta da rua,
E lá nas valetas, já os meninos esperavam
A passagem do rio, um rio fundo,
Denso nos seus burburinhos,
E o mundo encheu-se dessa bica,
E eu impulsionador da idéia desse mal-estar,
Um bem-estar em minha alma se deu,
E tudo foi o que anteviu Deus!...
O mundo continuaria em fogo e água.
_______________________
naeno*com reservas de domínio

11 comentários:

Carla disse...

fogo e água...partes integrantes do mundo

passei também para te falar do lançamento do meu livro "In-Finitos Sentires" a 27 de JUnho na Biblioteca de Valongo...aparece se puderes
beijo

Janaina disse...

Naeno,saudades de suas belas poesias.Fogo e água fazem uma perfeita simbiose,um abraço.

Luizinho de Aracaju disse...

Grande Poeta,
visite o Canto Gerais e veja a excelente novidade.
Beijo.
Luizinho de Aracaju

mariabesuga disse...

Naeno

Cheguei aqui vagueando por espaços de poesia.

Palavras por aqui semeadas... nascendo poesia.

Vou voltar para ler o mais que puder.

Abraço

Anita disse...

Achei o teu blog uma ternura...cheio de música, calma, paixão e muita beleza!
Parabéns pelo teu trabalho!

Sonhos e Devaneios disse...

Linda poesia...a vida em fogo e agua
joao

Anônimo disse...

Lindo poema,que conserves em ti este poder de nos alentar com o dom recebido DELE .

Um beijo carinhoso de tua irmã e fã
Ducarmo

Anônimo disse...

Teu valor està em saber acorrentar palavras e conduzi-las a tão singelas poesias que nos encanta pela tua inspiração divina

Sou tua fã procure entre teus amigos fiés e me encontrarás

Eu

mixtu disse...

o fogo e a agua...
essenciais à vida e à poesia...

abrazo serrano y europoe

Anna D'Castro disse...

Oi Naeno, há qto tempo querido...

Há dois anos ke tou sem internet em casa, pois mudei para um lugar lindo junto da natureza, com Micos nas àrvores, um riacho em seu leito, correndo livre ao longo da rua... com peixes e Garças caçando-os, tucanos e outras aves maravilhosas e uma infinidade de outros bichos, mas... a internet não tem vez por aki. Talvez ke em breve isso seja possível, por agora não.
Tou com um Modem da Claro (operadora) emprestado por uma amiga para testar, mas cai à toa e a mensalid.é mt cara... Não compensa. Entretanto vou atualizando os blogs e visitando os amigos virtuais...

Adorei voltar e ler esta preciosidade profética sempre atual: O Mundo a Fogo e Água... sempre! E acrescentaria mais: 'a Ferro e Fogo com a Água balançando e inundando'...

Como está bonito seu blog e continua pleno de sensibilidade...

*Feliz Natal meu querido! Que 2010 te traga mtas venturas e realizações pessoais e profissionais*.

Te convido a dares uma passagem no 'FLORES SELVAGENS',
www.floreselvagens.blogspot.com
para ler poesias atualizadas e para conheceres o meu 'cantinho' mais jovem o 'PALAVRAS SEMENTE de Palavras Somente':
www.palavrasemente.blogspot.com

vem, te espero com mt carinho.
bjs saudosos
Anna D'Castro

Janaina disse...

Naeno, um Ano Novo com muita música e poesia, um abraço.

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping