terça-feira, março 27, 2007

NÃO VIU O AMOR

Quem não olha a flor
Como a formiga, calmamente
O seu sêmen reprodutor.
Como o sol, louco
Pra ver a lua,
Se posta madrugador.
Como quem vem pelas encostas,
De um jeito surpreendedor,
Louco pra ver se a dor
Já se arredou.
Querendo ver o sinal
De quem já beijou.
Quem não faz um ninho
E fica ali juntinho,
Silvando à fêmea
Ao macho, protetor
E não se põe a agradar,
Pelas manhãs todas as rosas,
Como faz um beija-flor.
E não se dá, em lenços
De papel, lágrimas de dor,
E não penetra o coração
Pelo seu veio irrigador.
Quem na vida toda,
Passou o tempo
Mergulhado em seu próprio calor.
E não meteu os pés pelas mãos,
E andou distando e não se atropelou.
Não disse nada,
E nada ouviu do amor.

7 comentários:

Jana disse...

Exalando sensualidade...

Beijos

Claudinha disse...

Olá Naeno,
quem passa pela vida e não ouve o amor, é porquenão tem ouvidos de escutar. Se não viu o amor, é poque não tem olhos de enxergar. Vive com a alma perdida na lama do medo de se entregar, vive sem graça e sem tempero... se amar é sofrer, não amar é morrer duas vezes... Lindo poema!
Beijo!

Claudinha disse...

Obrigada pelo link, retribuo assim que puder desacelerar a correria da vida.
Beijo.

naenorocha1@hotmail.com disse...

Claudinha não te esqueces nunca que eu tenho muito carinho por ti. Não me deixas só neste mundo irreconhecível. Eu gosto de estar bem acompanhado, tenho medo de andar só.

Um beijo
Naeno

Márcia(clarinha) disse...

O amor deixa marcas, ecos que reverberam não permitindo ninguém passar impune, se passou é pq não ouviu...
beijossssssssss

Sil... disse...

Oi! Obrigada pela visita no Redescobrindo o Caminho!
Uma ótima semana pra vc!

Tina disse...

Oi Naeno!

O amor é assim mesmo: não podemos descuidar. Lindos versos.

beijos querido,

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping