quinta-feira, julho 26, 2007

VERTIGEM
(música)

Meu amor quando me beija, é tão itenso
É como chuva que vem e finda e verão
Deixando poças pelo sólo ressequido
Mudando o cheiro, mudando a estação.

O olhar do meu amor é tão imenso
É a vista que se tem do grande vão
A impressão do artista deixada na tela
Paus d'arco amarelando o sertão.

Ai, o meu amor
Flagrante do sol olhando a lua
Sem braços para poder lhe tocar.

Ai, o meu amor
Vertigem da grande cachoeira
Que de longe a gente vê e escuta.

4 comentários:

Frankie disse...

Essa é daquelas que me imagino a ouvir numa daquelas noites quentes, de Verão...a lua bem cheia a fazer-me companhia...uma voz e um violão...

Beijo*

Naeno disse...

Frankie, querida é só chamar que eu vou.

Um beijo acordado.

Naeno

Claudinha disse...

Ok, não comento, mas li tudo e gostei. Beijo.

naenorocha1@hotmail.com disse...

Obrigado Claudinha. Você é um estrupiço de mulher. Igual as outras, faz só o que quer.

Um beijo
Naeno

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping