domingo, setembro 24, 2006

















CHEGADA

Depois de percorrer muitos caminhos,
um andarilho chegou a um lugar,
repleto de luzes, de um brilho fino.

E cansado, com sede, pediu para pousar.
Foi ao primeiro que lhe deu parada,
E num gesto, forasteiro, pediu, por favor: água!
O homem que lhe recebeu prontificou-se,
E de dentro, alguém, pediu o que lhe faltava.
E vendo o estranho, na sala, alguém, com uma bilha, entrou,
De uma emoção nunca vivida, o pobre perdeu a fala.

Viu: era a Virgem Maria, diante dele com água e copo,
O homem dos vários caminhos, encheu os olhos de lágrima
E disse onde é que estou? Que pouso é este? E este conforto?
E ouviu a voz do dono, de uma alvura no olhar, e se viu alma.
Estais agora em outro lugar. Em um dos recantos do céu.
Mas o chegante reticente, julgando não merecer chegar,
A um lugar como aquele, ainda que parecesse seu.

Convença-se meu filho, sabes, porque aqui chegastes,
Fostes o que eu quis, homem íntegro e amado, que falta

Aos teus amados, que choram até hoje porque faltastes
Se já eras, na terra meu, o que agora és, nada se separa.,
E o que farás, farás por meu juízo, e serás aqui tão feliz.

E tuas saudades serão desfeitas, como tira da mala,
O novo hóspede, ajoelhou-se em preces, chorar, começou,
Mas o dono da casa, insistindo a que entendesse, o que era,

Lhe disse: aqui não há quem chore, não existem dores.
Nem as lembranças são doídas, são outras, aqui, as eras.
Tudo o que fostes ficou pra trás, aqui viverá, eterno tempo
Também tirarás de ti, lembranças, do que já fostes,
Que te serão abrasadas, com as preces e com os intentos,
De quem, julga haver te perdido, ainda com água no rosto.

naeno:em oferimento ao meu pai que já chegou

Um comentário:

Chantal disse...

Naeno,

menino, que lindo, brigada pelos poemas, muito fofo da sua parte. Tô querendo trabalhar com arte, produção, saca? Vamos ver...Tua música tá na web?

bjocas :)

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping