sábado, setembro 30, 2006
















POETA

Poeta é um ser curioso, de olhar cismeiro,
que olha a roseira, ver no botão, a rosa prieiro,
poeta é uma folha que cai antes da chuva,
é um criador, nos detalhes da criatrura,
e é a criatura que Deus, tanto diferenciou.
Poeta é um ser sintomático, e tão enfático,
que deixa a caneta, larga o caderno e troca de pena,
mas nunca ele deixa sair, por seus veios de lágrimas,
a bela visão que tem de tudo que é drástico.
Poeta é de um olhar compassivo, diante de tudo,
poeta, diante de si mesmo, não sabe,
se perde, quando é prá dizer o que ver de certo.
Poeta é um ser delicado, por isso ele cala,
diante de toda beleza, ele perde a fala.
Não se convence um poeta, sobre seus dilemas,
não se comove um poeta ante o reticente,
ele sempre tem uma história, uma narrativa,
e quando ele sente, ressente-se e se motiva.
Poeta não brinca com flores, a elas encara,
e com o olhar luminoso, todo belo capta,
sem por em prova se é isto ou aquilo,
o poeta invde a si mesmo, e se cala.
Mas nunca se revela, a não ser em seus veros,
e são sempre quitos seus olhos de orvalho.
Poeta é um ser que Deus preparou,
poeta, enquanto era feito, se deparou,
poeta se auto-odeia por que não livrar flor,
de se despertalar, morrer de dor.
Poeta é uma casa inteira com seus guardados,
poeta tem sua cabeceira, sempre ocupada
.
naeno:310906

Um comentário:

Beth Fernandes disse...

Olá, prazer em conhecê-lo! Gostei muito do seu cantinho. Sou uma romântica inveterada também e amo poesia e tudo dedicado ao amor. Já te linkei e sempre estarei por aqui para conferir as novidades. Grande abraço e parabéns pelo trabalho!

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping