sábado, setembro 30, 2006







TEUS OLHOS

Vendo os teus olhos,
foge-me a necessidade,
de outras luzes,
de qualquer outra claridade,
por que são eles o farol da minha guia,
a eles sou tão cativos,
vistas de me enfeitiçar.

Não é novidade,
que por eles corro mundo,
como campeia o céu, inteiro o sol,
da minha cega, tenho ainda este guia,
os teus, olhos um clarão,
nas estradas a me levarem.

Não é preciso repetir,
me basta a luz,
e que clareia a minha vida, o teu olhar,
é uma luz que vem de uma claridade,
o teu rosto que completa,
a minha vida em caridade.

Não me bastava,
nem a ti que tanto sabes,
que já ceguei e enxerquei por um milagre,
e foi divino como fez Jesus, cuspindo,
e tocou o olho do escuro,
e a ele fez brilhar.

Um comentário:

edi.suely disse...

Bom dia Naeno,

Vim agradecer sua gentil visita e as L I N D A S palavras que você deixou lá em meu espaço e de maneira nenhuma vou deletar tanta coisa bela. Voc?e escrefve muito beme terá a partir de agora, uma visitante assídua. Que Deus abençoe sua vida henerosamente. e tenha um final de semana maravilhoso, coim muita saúde e muita paz.
Edimar Suely
edi_suely.blig.ig.com.br

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping