quinta-feira, setembro 21, 2006










INCONDICIONAL

Já são duas horas da matina,
e nenhum sinal dela;
deve está batucando um violão, na madeira,
está já com as cordas soltas,
rindo por outras pessoas,
enquanto o santo, segure.
Va ficando, vai gostando,
e mistura tudo na boa,
eu que podia, bem feito,
não vejo essa cena.~
Não me faz bem o pernoite,
dormir em mesa de bar,
e ela nasceu entoando,
as rosas não falam.
Já deve ter feito experiência,
talvé já seja química,
misturou pinga cearence,
com vinho do padre,
e não deve estar mais tão bela,
e não deve estar mais da dela,
cachaça como limão azedo,
batidinha na perna.
Ás vezes nem a reconheço,
de tanto embaraço que vejo,
mas quando vejo que é ela,
qye tenta abrir o portão,
quem chega na frente,
é o meu coração.
Depois, tomo um banho,
e me deito com ela.

naeno:apanhado

Um comentário:

fabricio lima disse...

ola querido vim aqui te fazer uma visita. gostei e por isso virei sempre aqui. abraços e ate mais.

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping