domingo, janeiro 14, 2007

MUITO

Adoro quando tu vens da padaria
Com os pães presos sobre os peitos,
A tua saída diligenciosa, às mesmas horas.
E eu me posto em frente à porta,
Esperando o tempo quando levanta as pernas,
A pisar cada degrau, até pisar a calçada,
Quando vou ao teu encontro pego tua carga,
Mordo a ponta do pão, e tu reclamas.
Isso são modos.
Modos são os teus divina, em quem nunca vi nenhum erro,
Um desdize em suas ações nem de brincadeira.
A não ser na intimidade que temos,
Quando tu te me entregas frouxa de rir,
Com a cócegas de minha barba em teu juízo,
Ali tu perdes o senso, e eu me perco inteiro,
Ao ver teu corpo desnudo numa forma
De nem sei o quê.
Como se define o corpo de uma mulher,
O que alguém diria do calor
Que emana do ventre ardente de quem se ama.
Adoro, e sem isso não vivo, o teu olhar de acabou,
Quando me fintas de lado, sungando o dorso pra traz,
A encostar tua cabeça sobre meu ombro suado.
Amo-te, sincero, pois como não havia de amar,
Quem me causa saudade, ao ir a padaria,
Que me causa pressa, por caminhares devagar,
Que causa orgulho em tê-la assim nos meus braços.
Amo-te mais que a própria vida,
Posto que a vida é toda tu, faltando os teus beijos,
Amo-te mais que a minha vida e muito,
Pois o que é minha vida, quando te retiras do meu redor.
Nada e nada mais quero amar, basta-me tu,
Indecifrável, indescritível, inatendível, Deusa
Que nos meus braços caíram.
Amo-te do tamanho e forma daquele
Que mais amou neste mundo, a sua amada.

'leia FELIZ'

5 comentários:

Monika disse...

Nossa, q post lindo! Em tudo..na sua essência , sensibilidade.Amei!

Bjokas.Apareça...

Enoisa disse...

Puxa, lindo de doer!! Beijos, poeta!!

Sergio disse...

Olá, Naeno!

Cara, o inicio me levou longe...belo, belo...me lembrou de uma quase vizinha, que eu admirava quando ela vinha do colegio...ao invés, e pão eram livros que trazia colcado ao peito...o nome dela era Karen...tempo bom, eu ficava lá no terraço da minha casa justamnete no horário que ela subia a rua..rsrs...ah, eu fazia coisas assim pra ela....muito bom.

Um abraço

Daniele disse...

Naemo,

Dilacerante, lúdico, essa cantata de amor é o que de mais belo possa haver !

Beijos,
Dani.

Ursula disse...

Lindo como sempre. Amei a foto!

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping