quinta-feira, outubro 26, 2006











BUSCO

Eu busco, busco, busco.
O tanto que tenho buscado,
Já enchi latas, enchi quintais,
Prateleiras, enchi armários,
Da cozinha, das salas
E busco, ainda, em desvario, em gestos,
Busco. Não o sentido da vida,
Ou algo que com ela pareça,
Eu busco o que amanheça,
E perto de mim escureça,
Como tenho feito, cativo,
Tudo o que já colhi.
Na ida, na contra-vinda,
Busco, e não é que acho.
Acho, acho em todos lugares,
Dentro de mim está lotado,
Lugar nenhum cabe mais.
Mas não achei para mim,
Encontrei tudo pra dar,
Dar a quem merecer,
Dar a quem me enganar,
Dou porque em demasia,
Encontrei, fácil, pelas calçadas,
Embaixo dos bancos de praça,
Encima do porta-malas,
E ainda busco, e buscarei sempre,
O que será meu, só meu,
E só quero um,
O resto é pra dar,
Dar, entregar de mão beijada,
Dar à exaustão,
A esse amor especial,
Que um dia vem à minha mão.

naeno:261006

2 comentários:

Darkann disse...

... eu continuo a buscar ...
gstei mt do blog, e voltarei certamente :)

Daniela Mann disse...

No meu amar-ela há um docinho à sua espera!

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping