sexta-feira, dezembro 08, 2006


ESTRELAS

Eu não paro para observar estrelas
Assim elas estão por muito tempo
Bom é que se pudéssemos vê-las andando,
Como vemos a lua, viva, se movimentando.
O que está parado está ao nosso dispor e interesse
A qualquer tempo e nem se dão conta de nossa presença,
O sol e até o dia se mexem e mudam
De feições intensidades e cores.
Enquanto as estrelas, assim imóveis,
Não nos dão nenhuma boa impressão
Do que têm por traz, nos lados guardado,
O que será que ocultam as estrelas nesse lado invisível,
Uma escuridão sem termos, algo destrutível,
Por que elas são estáticas, e tremem à nossa presença,
Mas não saem do lugar, não se permutam,
E até que seria bonito vê-las em movimento,
Talvez um balé de estrelas, no palco do firmamento.
Eu só paro para ver estrelas quando me sento,
Mas não fixo meu olhar em uma só,
Meu olhos dançam, como faz a lua, como faz o sol,
E até o céu que nos engana, quando a terra,
E outros planetas se movimentam lentamente.
Eu não me detenho parado com o pescoço a doer
Querendo que uma estrela mexa-se.

naenorocha

3 comentários:

grace disse...

preciso que me escreva para grace.sweden@gmail.com
Lembra?temos coisas a acertar....risos....e promessas a cumprir de minha parte.Tenha um bom dia

Sandra Maria disse...

-------\////----------- Oiêêêêê!!
------( @@)--------passei para dar
---ooO--(_)--Ooo—uma espiadinha.....
Desejar sorte na votação do entre amigos.
E um ótimo FDS!!!!
Abraçãooo
Sandra Maria

Pecola disse...

Gosto do movimento. Ficarmos parados não nos leva mesmo a lado nenhum.

Obrigada pela visita e pelo comentário simpático.

Um óptimo fim de semana.

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping