terça-feira, dezembro 12, 2006

INQUIETUDE

O amor nunca me deu
o jeito de ficar,
sereno, como um rio
bem longe do mar.

O amor sempre me eu
o jeito de ficar,
medroso, como um rio
bem perto do mar.

E deu-me
a inquietude dos olhos,
e um jeito intranqüilo
de querer chorar.
naenorocha

4 comentários:

Carol disse...

Poema simples que expressa tudo.

Adorei :D

Leila Lopes disse...

Linda imagem, o amor um rio intranquilo...
querendo o mar.
beijo

João JR disse...

Olá Naeno:)
Tão lindo...simples e tão profundo, tão completo.
Um beijo do tamanho do mar:)

Saramar disse...

Ah! que lindeza!
Por queo amor é tão cruel quando devia ser céu?

beijos

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping