sexta-feira, dezembro 01, 2006


TRAVESSIA

O rio que eu atravessava
atravessa a minha vida
a inundá-la de nostalgia.
me provocando uma agonia,
como se fosse me afogar em prantos
O rio que cruza o meu caminho,
corta em váriois destinos,
o meu trôpego caminhar.
Agora quando dele me lembro,
não lembro só da claridade,
de suas águas sob o sol,
lembro uma infância afogada,
em lama das bordas e água,
a água que eu atravessara
tantas vezes indo,
tantas vezes voltando,
seguindo o rumo que
dera à minha vida o meu coração
.
naenorocha

3 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Siga o veio do rio deixe a água levar assim no fim do caminho de novo há de se encontrar...
linda noite,
beijosssssssssss

cristina disse...

Fabuloso...

pintoribeiro disse...

Abraço,

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping