sexta-feira, dezembro 15, 2006


POETANDO

Não me preocupo em fazer poemas que todos encante ,
Porque eu faço daquilo que vejo e que a mim encanta
E nem sempre o que me encanta encantará os outros.
As vezes vejo uma flor, e sem avaliar, sem ver todo o jardim
Nela fixo os meus olhos, e dela tiro o que vejo bonito.
Ponho no papel a emoção exata que um gesto
De uma pessoa que se apercebe de que a olho,
Mas por olha-la, já me fixei em seus dotes bonitos,
E assim invento uma pessoa parecida...
Uma mulher, que sei, não é igual, mas tento ser realista.
Não me preocupam o que vão dizer,
Sequer se vão ler o que escrevo e falo sobre o que vejo,
Porque o que vejo pode passar á sua frente,

E desapercebidas, nenhuma atenção tomar.
Pode uma mulher, ao passar num lugar qualquer,
Em seu caminhado típico de mulher,
Uma mulher como tem de ser uma mulher,
E assim vendo-a descrevo-a como tal... uma mulher,
E assim, não necessariamente

Aos olhos de outros que a vêem, da mesma forma,
Ela se parece assim tão feminina, tão fina,
Como o meu olhar miúdo, a farejou.
E vou, escrevendo mais para mim que para os outros,
Porque se escrevesse para os outros,
Suas dores estariam estampadas nos meus versos,
E a poesia é este reverso, a dor, que aparenta-se notar,
É a do poeta, inteiro, em seu eterno procurar.
Um poeta vive de procuras, e parece nunca encontrar,
Na verdade não sabe o que quer um poeta,
Às vezes, se a flor, ou a mulher, se a mulher ou a flor,
Por às duas faz comparações, tão sem evidência
Que julgo, ele acreditar que as duas são a mesma coisa.
Mas a mulher não dorme ao sereno,
Nem amanhece respingada de orvalhos,
Não usa um mesmo perfume por uma eternidade,
Não se contorce com o vento frio da manhã,
Não se comove com as lágrimas de alguém chorando,
Mas o poeta ver assim, e por ver assim descreve,
A mulher uma flor e a flor uma mulher
.
naenorocha

2 comentários:

Lara disse...

Lindo poema!
Excelente fds!Bj

Anônimo disse...

Maravilhoso poema. A descrição perfeita das coisas é desta maneira, um é o que é, o outro do mesmo jeito, diferente.

Um beijo, poeta

Silvia Barros

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping