terça-feira, dezembro 05, 2006


PROMESSAS

Se a manhã que se anuncia linda,
Trouxer com ela ainda, a maravilha que espero,
Terá tido um nome que eu não vi ainda,
Não um começo de sol e luz, será um eterno.

Se o meu amor, que nessa manhã, vira,
Trouxer pra mim os mesmos afagos e ternura,
Não será pra mim apenas um algo que fica,
Será o tempo todo, o mesmo tempo, cheio de luz.

Se essa manhã que se promete minha,
Não ocultar sequer uma beleza aos meus olhos,
Já terei colhido o que por outros caminhos,
Busquei a paz de conduzir ao peito, flores aos molhos.

Vens amor, que a manhã é esta que já começa,
Por fragmentar as penas estampadas na minha tez,
Por desfazer a casa mal arrumada, após a reza,
Que a noite fiz, velando, querendo-te mais uma vez.

naenorocha

Um comentário:

Saramar disse...

Menino, poema mais lindo!
A estrofe final é arrebatadora.
Fiquei emocionada.

beijos

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping