domingo, dezembro 10, 2006



NA RELVA

Ando tentando me desviar do perigo,
Por isso, na segurança que os teus braços me oferecem,
Permaneço inerte. Calmo no meu abrigo,
O teu colo onde me deito, nada é mais macio, e não cessem,
Esse conforto... o teu ventre quente a me deixar quieto,
O lado bom da cama, onde a gente se abandona,
E dorme e sonha como o um amor, ali tão perto,
E quando a cabeça elevo, vejo os teus olhos... tão bom.
Diante de tudo por que estou contigo,
Não me amedrontam mais qualquer sinal,
De que começou ou findou o perigo,
Temeroso seria longe de ti ficar.
Durmo, meu amor, e te amo, por teu calor,
Acordo, amo, o amor que é só meu,
E acordado, amando-te me dou,
E assim és minha sempre, e eu sou teu.

naenorocha

9 comentários:

Jane disse...

Ai que lindo teu blog, que maravilha de casinha... adorei esse lugar!
É vc quem escreve tudo?
Vou voltar sempre tá?

Beijocas, adorei tua visitinha;o)

Carol disse...

que lindo esse poema!
queria que algum dia alguém escrevesse algo assim pra mim tbm =PPP

beijos Naeno ;***

Anônimo disse...

Oi!!! Nossa adoro vir aki ler estas lindas poesias... um ótimo restinho de domingo e uma linda semana tb!!!! bjos

Rita disse...

Oi, esqueci de dizer meu nome(no comentário acima), como vc ia saber, né? rsss.

Suzi disse...

"...e assim és minha sempre, e eu sou teu."

"Ser de"...
"Pertencer"...
"Ter"...
"Deter"...
"Conter"...
Não me pego mais em tais pensamentos... Mudei eu? Mudaram os outros? Mudou o amor?

Flavynha disse...

Oi Naeno!! Tudo bem? Olha, esse espaço de comentário é o bigblogger que oferece, não fui eu quem colocou... Então, desculpe-me, mas não sei te ensinar...
Um beijão e amei o poema!

Ursula disse...

Lindo esse poema. E como é bom um colo!!!
Beijos

Mônica Montone disse...

É tão bom permancer nos braços de quem amamos, né?

beijos e boa semana, querido

MM

Ana Paula disse...

Maravilha de poema!Um colo, um afago, um amor sempre faz muito bem...
Parabéns pelo talento!!!
Beijos

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping