quinta-feira, novembro 09, 2006


FASES DO AMOR

A espontaneidade do amor estar
em se deixar admoestar como um plebeu,
a de curvar em prantos, a provar,
que já se deu, que já bebeu, que já comeu.
A vontade inquieta do amor consiste,
em não esperar a hora que foi marcada,
e ir adiante, brocando veredas, em riste,
o facão pavoroso à terra já demarcada.
A entrega do amor, solenemente é,
não só a cabeça, a asneira de Salomé,
mas o corpo íntegro, como se der,
estar-se se dando, a quem o quiser.
O dilúvio do amor prever-se, só
para um dia desses em que faça sol,
mas que não aqueça suficiente o nó,

que se derrama no chão como pó.
naenorocha

Um comentário:

anacla disse...

ola amigo tudo bem... risos ...como sempre seu cantinho cheio de carinho e versos agradaveis ..passei pra deixar um abraço bem gostoso dessa sua amiga aqui de minas uaiii


Anaclá

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping