segunda-feira, novembro 06, 2006


SÃO FRANCISCO

Meu inestimável santinho,
São Francisco, meu Chiquinho,
Anda sempre acompanhado,
De todos os passarinhos.
Esses quando se destinam,
A pernoitarem em seus ninhos,
Ele, São Francisquinho,
Prefere dormir no relento.
E enquanto a noite silencia,
Ele conversa com o vento,
Abre-se inteiro com a lua,
Contando de suas carícias,
Que ela é como se fosse sua
Irmã, companheira, alguma
Mãe mais virtuosa,
O sol seu irmão mais velho,
A quem à Ele servia de espelho,
Como faz com todos do mundo,
Nenhum tem preferência, colo,
Todo daqui, deste solo,
São iguais e têm as razões
De tudo o que querem, pleitearem,
Ganharem no mesmo tanto.
Pra Ele não havia diferença
Entre aquele que é homem
Daquele que era, Santo.
naenorocha

3 comentários:

Grace Olsson disse...

olÁ...VIM TE VISITAR....NOVAMENTE....vc quer que eu faça uma lay pro seu blog?rsrs....eu gostod e fazer....e colocar o haloscan, um sistema de comentários legal....:?beijocas

(L)oca disse...

Uma linda oração que adorei ler e rezar...
Admiro quem não tem vergonha da sua fé.

Naeno disse...

Existem Santos de pessoas, que passam a vida fazendo o bem, amando, de desdobrando em serem bons, numa visão futurista. E passam, depois de tempos são reconhecidos como tal
Existem Santos, que já em vida, passam dentre nós, já Santificados.

Naeno

TERESINA

Sign by Dealighted - Coupons & Discount Shopping